domingo, 28 de junho de 2009

Sonia: a fôrça que levanta os bailarinos

Leio no site Visão Oeste o sucesso do festival de dança organizado há uma semana pela coreógrafa Sonia Almeida, diretora da Escola Municipal de Bailado de Taboão da Serra.
Entrevistei Sonia na sua primeira semana de aula na Divisão de Cultura de Taboão, a cerca de 11 anos atrás. Cheguei a levá-la ao programa de rádio que eu fazia com meu amigo imortal Waldemar Gonçalves. Desde que assumiu o ensino da dança na nossa cidade (e também em Itapecerica da Serra) a mestra Sonia Almeida tornou-se uma vitoriosa com mais de 150 troféus, e jovens taboanenses revelados para grandes companhias, inclusive o internacional Ballet Bolshoi, da Rússia.

... e por falar na Rússia...

A vida de Sonia faria a delícia de escritores russos no tempo dos bolcheviques. Filha de operários, antes dos palcos ela pisou o chão de fábrica – foi metalúrgica em Osasco. Do seu minguado salário de proletária Sonia reservava boa parte para pagar seus cursos de dança. Puro realismo-socialista.
O próprio nome Sonia é de origem russa (Сониа = sábia; esotéricos vêm neste nome sinônimo de mulher líder, vencedora, guerreira que tanto pode usar a fôrça ou a sensualidade para conquistar seus objetivos). Por isto o escritor Robert E. Howard chamou de Sonja a heroína criada para ser companheira do seu personagem Conan, o Bárbaro.
Sonia Almeida é moça distinta. Não frequenta a boemia. Talvez nem saiba da existência do nosso imaginário bar & lanches taboão. Mesmo assim, a distinta freguesia do nosso boteco imaginário levanta um brinde à mulher que faz Taboão mover-se com graça na leveza do ar.

3 comentários:

sonia almeida disse...

Meu Querido Davi, Saudades!

Me deparei com suas lindas palavras, somente hoje, mas não tarde demais para dizer obrigada!

Me lembro daquele momento da Dança, ainda incipiente na nossa Cidade e seu sincero incentivo. Não é em toda cidade, que encontramos a inspiração e a obra-prima! me sinto privilegiada por contribuir com meu trabalho a população taboanese.

David da Silva disse...

Sonia,
Assim que voltar ao Brasil, quero produzir uma matéria sobre sua trajetória de vida e de palco.
E já tenho data certa para publicá-la: 1 de setembro, Dia da Bailarina.
Até lá!

HIP HOP TABOÃO cultura de combate disse...

Grande davi ,mais uma vez encantando os com suas belas palavras.dessa vez a suas palavras cobriram de elogios essa grande guerreira cultural e que tanto defende a cultura em nossa taboão.para que esse elogio ficasse ainda mais completo seria muito bom se nossa ilustre bailarina fosse um pouco mais aberta a nossa cultura de rua (ou hip hop como queira)e não protagonizase episódios lamentáveis como os ocorridos em belo horizonte-mg a tempos a traz

saudações bohemias!