sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Os pingos nos iis

Faltou eu explicar à distinta freguesia por quê escrevi no último dia 21 que o tão prometido (e não cumprido) Centro Olímpico do Pirajuçara “não passa de uma cratera travestida de canteiro de obras”.
Já que usei a palavra cratera, cumpre-me dizer que “o buraco é mais em baixo”...
A obra na verdade recebeu cartão vermelho do Tribunal de Contas. Está
tudo irregular: a concorrência está fora da Lei, o contrato com a construtora também foi condenado, etc etc
Há mais de três anos o prefeito sub-júdice Evilásio e seu secretário
Luiz Antonio de Lima contrataram por quase nove milhões de reais ( R$ 8.829.174,48) a Recoma – Construções, Comércio e Indústria Ltda.
No dia 19 de fevereiro de 2006 Evilásio se agachou no chão, fincou a tal “pedra fundamental” da obra, e
prometeu que dali a um ano entregaria o Centro Olímpico. E de troco ainda daria o Ginásio de Esportes do Pirajuçara. Até agora, nada... Tem mais advogados do que pedreiros trabalhando neste tema do centro olímpico...
E se você está com dó do prefeito nas garras do Tribunal, acenda mais velas.
Evilásio terceirizou o Pronto Socorro Municipal para a firma Fonseca e Amorim Médicos Associados Ltda. O contrato tem irregularidades e virou alvo até de
Inquérito Policial.
Pra desejar a todos um bom final de semana, informamos que no último dia 13 de julho foi apontada
outra irregularidade no repasse de verbas que Evilásio fez em 2008 para o Instituto Amigos da Guarda Municipal da cidade de São Vicente.
Você não bebeu, não!!! É isto mesmo: o prefeito de Taboão da Serra repassa grana pro Instituto Amigos da Guarda Municipal
de São Vicente.

4 comentários:

Robson disse...

Isto tudo eu já sabia, pena que a maioria da população não tome conhecimento do que é este governo, do que se pratica nesta gestão, parabéns pela matéria!

David da Silva disse...

Pois é, caro Robson...
Boteco (virtual ou não) existe pra isso: destilar a boataria, e afunilar a verdade.
Obrigadão!

Anônimo disse...

Olá meu amigo David, parabéns pela matéria. Gostaria de reabrir aquela aberação da famosa"ciclo-via", que nem poderia ser considera ciclo-faixa, totalmente fora dos padrões do manual de sinalização do Denatran, que custou uma verdadeira fortuna localizada no jd.América, e que atualmente está abandonada, e não foi terminada.
abraço
Carlos Luiz

David da Silva disse...

Ôôô, Carlos Luiz.
Tem ainda a escola do Jacarandá, o centro de fisioterapia, a ciclovia... tanta coisa que se eu pusesse tudo na petisqueira do boteco imaginário, cê ia ter congestão. Um abraço, e obrigado!