sexta-feira, 2 de outubro de 2009

O Samba no fim da Terra

Para Rafael Oliveira Alves, músico

“Quem não gosta de samba
Bom sujeito não é”

Dorival Caymmi

Cheguei à Finlândia em 2 de julho, duas semanas depois do Carnaval.
Peraí, que não bebi antes de escrever!!!
O Carnaval da Finlândia acontece, mesmo, de 12 a 14 de junho, no verão europeu. Pudera: em fevereiro, com temperatura a 20 graus abaixo de zero, não dá pro povo finlandês provar que não é “ruim da cabeça ou doente do pé” (à esq. garota finlandesa passista da Escola de Samba Maracanã).
O baterista Matti Koskiala me informou que o samba chegou a Helsinki na bagagem de funcionários de multinacionais finlandesas. “Trabalhando lá no Brasil, eles se apegam ao samba, ao churrasco, à caipirinha. E quando voltam para cá, querem manter estes hábitos”, diz o músico.

Febre de samba

Em fevereiro de 1976 Matti Koskiala (em baixo à esq.) veio pela primeira vez ao Brasil, com o cineasta Erkki Nuorala. Fizeram um documentário sobre o Carnaval do Rio de Janeiro para a TV estatal da Finlândia. Estava plantada a semente.
Hoje há a Associação das Escolas de Samba da Finlândia (Suomen Sambakoulujen Litto ry), reunindo 13 escolas espalhadas pelo país. São integradas exclusivamente por finlandeses. Os sambas-enredo são compostos por eles próprios, e cantados na língua local.
A Sambakoulu (escola de samba) mais antiga da Finlândia tem 33 anos. Nasceu em 1976 com o nome de Escola de Samba de Helsinki. Em 1989 fundiu-se a uma outra escola e passou a chamar-se Império do Papagaio. É presidida atualmente por sua fundadora Hannelle Lappaneva. Além do excelente site (http://www.papagaio.fi/) a escola edita anualmente a revista Sambista.

Carnaval na Catedral
O desfile das escolas de samba é feito diante da Catedral Luterana de Helsinki.
A campeã do Carnaval 2009 foi a Escola de Samba Carioca, fundada em 1986 na cidade de Turkku – suas cores são azul e branco.
A segunda colocada foi a Império do Papagaio, que tem as cores vermelho, amarelo e verde.
Em 3º lugar ficou a União da Roseira, criada em 1987 na cidade de Tampere com as cores prata, rosa e branco.
A 4ª colocada Escola de Samba El Gambo, foi fundada em 1998 na cidade de Kokkola.
Outras escolas de samba fortes na Finlândia são: Samba Tropical, fundada em 2003 na cidade de Senäjoki, e a Escola de Samba Maracanã, criada em 1981 na cidade de Lahiti com as cores preto, amarelo e prata.

Ouçam um samba-enredo finlandês. O CD me foi gentilmente cedido por Matti Koskiala.

Império do Papagaio - 2004














Foto: Ramona Lindberg



A galera lota as escadarias da Catedral Luterana de Helsinki para apreciar as beldades finlandesas

6 comentários:

Anônimo disse...

Oh David, esse samba menino, Seria um escola de samba na Finlandia? Hhuahuahuaauauhauauuahuha Essa foi muito boa!!! Fantástica descoberta! Vou aguardar seu próximo artigo explicando mais sobre isso.
Voce esteve em Gothemburgo também? Porque lá eles tem uma Escola de Samba (Abunda) e um dos fundadores era o percussionista do "Brasilicum".Nos meus shows lá com o pessoal do "Brasilicum" tinha um grupo na audiencia que fazia parte dessa Escola de Samba da Suécia. Tudo gente boa e animada!
Bjs,
Jussanam (Islandia)

David da Silva disse...

Conhecí algumas pessoas do Abunda sim, Jussa. Meu amigo Luiz Baranowski foi um dos fundadores. Estive na Casa da Cultura Brasil-Suécia em Göteborg. É mesmo gente da melhor qualidade, e que me deixaram com muitas saudades de lá.

Cremilda disse...

Obrigada menino, por divulgar meu modesto textinho.
A gente se conhece ???
Seu Valdemar Gonçalves me insinou um montão de coisas....
Meu companheirão...meu amigo, meu irmão....Trabalhei com ele doze anos, foram os anos mais produtivos da minha vida em aprendizado e carinho fraterno...
Entrei em choque quando soube de sua morte, eu estava em Marilia.
Abraço grandão

David da Silva disse...

É, Cremilda. O Waldemar foi meu parceirão em um jornal que editávamos. Também fizemos um programa de rádio juntos.
Tive a honra de promover a comemoração dos seus 80 anos.
Gosto tanto dele que a presença dele neste blog-boteco é constante, como você vê aí ao lado esquerdo da página.
Um abração.

Zé do gole disse...

Vc é porreta mesmo David, por isso sou fã desse boteco literario, e ao mesmo tempo entre um trago e outro de conhecimento, rebusco um passado não distante na minha memória de retirante...um brinde aos nossos colegas de copo e aos amigos da casa!

David da Silva disse...

Zé do Gole? Pois sim...
As palavras "rebusco" e "retirante" me contaram direitinho o grande coração de onde brotaram palavras tão encharcadas de amizade e afeto botequeiro.
Valeu, véio!!!