sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Diz aí, seu Drummond!

Foto do leitor Giovani Soares, publicada no jornal O Dia (RJ) em 13.jul.07
É o seguinte. Hoje faz 20 anos que Drummond se foi fisicamente. Não vou me meter a escrever sobre o homem que foi senhor absoluto no universo verso-e-prosa. Não me atrevo a tentar alinhavar palavras, texto, ritmo, para dizer o que penso e sinto pelo poeta que me ensinou a observar “as palavras em estado de dicionário” e deu-me a cruel certeza que “lutar com palavras é a luta mais vã”.
Prefiro a homenagem da foto acima, tirada defronte à estátua do poeta na praia de Copacabana, onde ele ia sempre fazer a sua caminhada. Numa tarde qualquer do mês passado, um carioca solto na vida, resolveu sentar-se e dar uma palavrinha com o colossal itabirano. E reparem como o papo do mendigo prende a atenção do seu Drummond!

Na próxima 2ª-feira, vou levar seu Drummond pra tomar umas biritas lá no Sarau do Binho, e pedir pra moçada ler alguma coisa do Poeta-Maior.
Drummond me fisgou em 1969, quando, aos 12 anos, ganhei de uma professora a coletânea “Reunião – 10 Livros de Poesia”. Como vêem, a rendição é antiga.

Um comentário:

Antonio disse...

Valeu David! Bela, oportuna e merecida lembrança "in memoriam" do poeta itabirano. Nós outros também evocamos ontem, dia 17/08, no sarau da Cultura (no novo endereço, no antigo "Lar da Criança Feliz") os vinte anos da partida de Drummond.
Aproveito para informar, à quem interessar possa, de que dia 25/08, a partir das 21h, estaremos reunidos no sarau do Espaço Cultural Resistência e Ousadia (Rua Dr. José Maciel, 584), cujo tema será "As mulheres latino-americanas", em homenagem ao centenário da pintora mexiacana Frida Kahlo. Antonio Rodrigues