segunda-feira, 14 de abril de 2014

Começam os ensaios ao ar livre da Paixão de Cristo em Taboão da Serra

Ensaio no Morro do Cristo, no domingo dia 13 de abril - Foto: Salvador Ribeiro de Carvalho
O elenco da Paixão de Cristo, que iniciou seus ensaios em 5 de janeiro último no salão principal do Cemur, já está ensaiando nos locais da apresentação a céu aberto que acontecerá nesta Sexta-Feira Santa. O primeiro ensaio ao ar livre ocorreu em 6 de abril, com o núcleo de atores da cena da crucificação. Ontem, dia 13, artistas dos vários núcleos de personagens ensaiaram tanto no Morro do Cristo, quanto no palco defronte ao Parque das Hortênsias, onde o espetáculo tem seu início. Outros dois ensaios nas mesmas locações estão programados para as noites das próximas quarta e quinta-feira, dias 16 e 17, véspera do evento. A encenação começou em Taboão da Serra três anos antes da emancipação do município.
A atriz Natasha Marques, hospitalizada há uma semana após grave acidente de trânsito, e seu namorado e também ator Everton Lima, que conduzia a moto onde ambos foram vítimas, estão substituídos por Natália Romeiro e Elias Sabino – veja no rodapé da matéria a lista geral do elenco. Natasha interpretaria Cláudia, esposa do personagem Pilatos, e Everton faria Dimas, um dos ladrões crucificados. Além desses papéis, o casal executaria o espetáculo de pirofagia na cena do aniversário do rei Herodes.
Ao todo serão 77 atores, atrizes e figurantes em cena. Alguns artistas desempanham mais de um papel.
Manoel da Nova e Mário Pazini em 2006 - Foto: Marco Pezão
Paixão antiga e flores em vida
Em 1956 o ator Manoel da Nova decidiu levar para as ruas de Taboão da Serra a narrativa bíblica dos últimos dias de vida e a ressureição do personagem Jesus Cristo. A encenação taboanense da Via Crucis é a mais antiga do Brasil ainda em atividade.
Da Nova comandou o espetáculo até 1993. A morte de sua esposa o abalou a ponto de passar a cruz para uma nova geração. “Quando o senhor Manoel entregou a Paixão para a prefeitura em 93, convidei o Zé Maria de Lucena para coordenar, pois ele já fazia trabalho semelhante desde 1979 numa comunidade católica na região do Pirajuçara”, relata Amaral Alves, atual coordenador-geral da encenação. Zé Maria deixou a coordenação em 2009, juntamente com outros 40 artistas (leia abaixo).
Um mês antes de falecer em maio de 2011, Manoel da Nova foi homenageado com a exposição fotográfica Assim Nasce uma Paixão, realizada em um centro de compras da cidade, com curadoria de Wladimir Raeder, na época coordenador do Centro de Memória da prefeitura local.
Outra grande emoção do criador da Encenação da Paixão de Cristo após sua aposentadoria foi em 2006. Ele irrompeu na passagem do Messias rumo ao calvário, para abraçar o ator Mário Pazini Junior, filho do ator que interpretou o Cristo na versão pioneira de 1956.
Grupo dissidente em 2009 - Foto: David da Silva

Paixão não correspondida
Mário Pazini, falecido no último dia 31 de março aos 51 anos, vítima de câncer na pleura, era tido como artista emblemático da Paixão em Taboão da Serra. Não bastasse ser filho do primeiro intérprete do Cristo na cidade, ele foi o “Jesus Menino” na barriga de sua mãe Therezinha Pires Pazini, grávida dele na Encenação de 1962.
Pazini fez o papel principal durante seis anos (2000, 2002/3/4/5/6). Mas em 2009 rompeu com a organização do evento, devido ao que considerou “interferência autoritária do governo municipal” na montagem do espetáculo.
A dissidência de Pazini juntamente com cerca de 40 artistas cobrou transparência nos custos da apresentação. Elaborou na ocasião uma proposta orçamentária para a Encenação, contemplando gastos de produção e remuneração aos artistas. O grupo levou um Manifesto à Tribuna Popular da Câmara Municipal, encaminhando o documento ao Ministério Público e à Ouvidoria da Prefeitura.
Na linguagem franca da “ira dos justos”, Mário Pazini denunciou que a política “tomou de assalto a organização do evento”.
Os vereadores não deram ouvidos ao clamor dos artistas. E até mesmo hoje em dia os parlamentares municipais não mostram interesse em saber o esforço de titãs que os artistas dedicam gratuitamente para encantar multidões a cada ano. Só se limitam a aparecer no palco na apoteose do espetáculo, para serem lambidos pelas luzes dos flashes de quem se presta a dar-lhes notoriedade.
Clayton Novais interpreta Cristo pela quarta vez - Foto: Divulgação
A Paixão de cada um
Quem quiser saber “de tudo” o que aconteceu nas apresentações da Paixão em Taboão da Serra a partir de 2008, deve se dirigir a um escritório de contabilidade em Itapecerica da Serra.
O contador Josias Patriolino é um guardião da memória do espetáculo. Os nomes de cada atriz, ator e figurantes dos últimos seis anos estão num acervo digno do respeito que se deve a uma “senhora de quase 60 anos”, como é a Paixão de Cristo taboanense.
Além de contabilista, Josias é ator e poeta. Interpretou em Taboão da Serra o guarda de Caifás em 2009 e 2011; Judas Tadeu em 2010; Nicodemus em 2012; José de Arimatéia em 2013, e fará o mesmo personagem neste ano de 2014.
O ator Clayton Novais vai interpretar o Cristo pela quarta vez. Já fez o personagem central em 2007, 2008 e 2013.
Em toda a história da encenação no município, o papel central foi desempenhado maior número de vezes pelo ator Maurício Xavier.
Em todos os ensaios a prefeitura disponibiliza ônibus grátis, lanches e frutas aos artistas. A montagem dos cenários e a caracterização do Morro do Cristo é feita com grande eficiência pela Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos, comandada pelo engenheiro Orlindo de Jesus Domingos. O espetáculo conta com o apoio da empresa Solução Transportes, que patrocinou produtos para maquiagem, adereços e tecidos. A realização é da Secretaria de Cultura e Turismo de Taboão da Serra.

ELENCO:
Foto: Wladimir Raeder
Clayton Novais
Jesus
Dayane Santos Leal
Anjo
Pietra Cappellani
Anjo
Tainá Spigariol
Anjo
Luis Pedro
Anjo – 5 anos
Povo
José Walter Costa
Apóstolo André
José Alves Dornelio
Apóstolo Bartolomeu
João Firmino Oliva Neto
Apóstolo Felipe
Vinicius Araújo Reis
Apóstolo João Evangelista
Luis Bezerra
Apóstolo Judas
Roque da Silva
Apóstolo Matheus
Adelmo Rosa Fernandes
Apóstolo Pedro
Manoel Silva Santos
Apóstolo Simão
Irenaldo Carvalho De Britto
Apóstolo Tadeu
José Justino
Apóstolo Thiago, filho de Orfeu
Leandro Rodrigo da Silva
Apóstolo Tiago
Jorge Nagahashi
Apóstolo Tomé
Aparecido Isidoro Silva Junior
Barrabás
padre Pedro Justino
Caifás

Natália Romeiro
Claudia
Pirogagia
Bruna Rodrigues Lopes
Convidada
Vinicius Santos
Diabão
Adriana Vieira Santos
Diabo - Bailarina
Alessandra Vieira
Diabo - Bailarina
Rebeca Marques Limas
Diabo - Bailarina
Pirogafia
Cristiana Duarte
Diabo - Bailarina
Luiz Paulo Alves da Silva Santos
Diabo - Bailarino
Rafael Efrain de Lima Silva
Diabo - Bailarino
Elias Sabino
Dimas
Pirogagia
Galeano - Wellington Astorga
Doutor do Templo
Paulo Rogério de Paula
Flávio  Lúcio
Joselito Gaza
Herodes
Juliana Leocádio
Herodíades
Vitor Duca
Jaconias
Rager Luan de Lima Costa
João Batista
Gestas
Josias Patriolino
José de Arimateia
Vera Diez
Maria 
Cidinha Ribeiro
Maria de Lázaro
Cris Fernandes
Maria Madalena
Juliana Oliveira
Mucama
Marcos Paulo Dias
Natanael
Salvador Ribeiro De Carvalho
Nicodemos
David dos Santos
Palaciano
Diógenes Martins da Silva
Pilatos
Carmem Aparecida Costa
Povo
Eliana Dias 
Povo
Maria Luzani Almeida dos Santos
Povo
Suellen de Jesus da Silva
Povo
Valneci  Rosa
Povo
Ana Paula Da Silva Carlos
Povo, defensor



Graça - Maria das Graças
Povo
Laysla Lopes
Povo - 11 anos
Fabio Henrique nascimento da Silva
Povo - 9 anos
Manuela Vitória Martins
Povo - 9 anos
Pietra Fernandes
Povo - 9 anos
Luis Felipe Vieira
Povo - 9 anos
Luiz Phillipi Araújo Reis
Povo
Luciana Jesus Carvalho
Povo acusador
Perseguidores
Natália Romeiro
Povo acusador
Perseguidores
Maria Sebastiana dos Santos
Povo com fala "eu quero ser salva"
Irani Soares
Povo, mãe com filhos
Renan Festa Silva
Saderdote
Amanda Carvalho
Salomé
Lucas Rosa
Soldado
Crisan Rodrigues da Silva
Soldado
Elias Sabino
Soldado
Reinaldo Gonçalves
Soldado
Victor D' Franco Ribeiro
Soldado
Kevin de Jesus Teodoro
Soldado
Caique Santanda de Novais
Soldado
Petrônio
Raul Ribeiro
Soldado
Renato Gomes
Soldado
Longinos
Gustavo Felix Rodrigues
Soldado
Edemir Silva Santos
Soldado
Rebeca Gonzalez
Verônica
João Pedro dos Santos
Zaqueu
Direção de cenas: Maira Galvão, Clayton Novais, Edy Santos (Dedê) e Daniel Diez.
Sonoplastia: Ademir Leocádio
Coreografia: Tony Sá e Juliana Lopes
Maquiagem: Natasha Marques
Cenário: Luiz Silvério
Figurinos e adereços: Cidinha Ribeiro
Produção: Dora Nascimento e Daniel Diez
Coordenação Geral: Amaral Alves

Nenhum comentário: